DSS – Segurança no dia a dia – EPIs

Falamos muito em segurança no trabalho ou em casa. Porém devemos refletir, ter consciência de nosso comportamento, e pensar sobre atitudes seguras no dia a dia.

Tudo que é feito deve ser pensado. Nada de ligar o “piloto automático”, primeiro vem a segurança.

Quando entramos no carro por exemplo, colocamos o cinto de segurança: Por costume? Para não levar multa? Ou porque em caso de um acidente, esta pode ser a diferença entre sair de um grande susto inteiro, ou até a morte.

Devemos repensar nossos atos e nas consequências quando cometemos erros. Um simples acidente pode nos deixar marcas irreversíveis.

Muitas vezes passamos situações que provocam estresse no trabalho. Uma delas é quando um equipamento de segurança começa a incomodar. Por mais experiente que seja o operador, após ter tentado alguns ajustes para resolver o incômodo, se não obtiver sucesso, a melhor saída é pedir ajuda.  Não sabemos tudo, nem podemos resolver tudo!

Consulte seu líder, o pessoal da segurança, e não abra mão das atitudes seguras.

Bom trabalho!

Projeto RH GOLIN

Amanda S.C. Fernandes – Gerência RH
Luciana Germano – Conteúdo Institucional
Márcia Borlenghi – Design, revisão e curadoria conteúdo cultural

ajustes, EPIs, pedir ajuda

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.