Planejamento financeiro familiar: saiba como controlar os gastos.

Manter os gastos sob controle não é uma tarefa fácil para muita gente, mesmo entre os solteiros e sem filhos. E quando administrar as finanças envolve uma família inteira, então, aí é que a complexidade da situação assusta – e quase sempre fica mais “simples” ir levando as despesas do jeito que dá.

Porém, algumas dicas práticas podem fazer toda a diferença na forma como você gerencia o entra e sai de dinheiro na sua casa. Veja como evitar descontrole e dor de cabeça seguindo os passos abaixo:

  • Tome nota de todos os seus gastos e dos meios de quitá-los. Isso vale para contas menores – como um cafezinho -, e deve ser feito diariamente. Afinal, depois de alguns dias, será praticamente impossível lembrar que fim levou o dinheiro que estava na carteira.

Para facilitar sua vida, use uma planilha ou até mesmo um software próprio para controle financeiro (minhaseconomias.com. br). A vantagem da segunda opção é que essa ferramenta especializada permite melhor análise das contas, além de gráficos e relatórios prontos que ajudam bastante no planejamento.

  • Defina limites de valores para cada grupo de despesa e verifique pelo menos semanalmente se eles estão seguindo dentro da cota estabelecida.
  • Tenha metas de poupança para manter uma reserva financeira pronta para cobrir possíveis imprevistos e, também, para a realização de sonhos. Veja o nosso artigo com as melhores opções de investimento.
  • Mantenha prioridades para suas despesas, sabendo separar claramente o que é supérfluo e o que é essencial. Essa dica auxilia bastante quando é preciso fazer cortes.
  • Planeje suas compras com antecedência, avaliando o impacto das despesas extras no orçamento geral. É o caso, por exemplo, da compra de um segundo carro, que incluirá novos gastos como IPVA, seguro, manutenção e combustível.
  • Convoque a família inteira, inclusive os filhos, e peça a ajuda deles, mesmo que não precise. Todos devem se sentir responsáveis pelo equilíbrio econômico do grupo.

A importância do planejamento financeiro da família

Acumulação e ostentação de bens estão associadas à riqueza em nossa cultura. Porém, o objetivo principal de um planejamento financeiro é outro tipo de acúmulo, o de valores.

A ideia é manter uma reserva que poderá ser usada em situações imprevistas e na realização de vários outros planos nos mais diversos momentos.

Por razões como essas, é fundamental que esse planejamento monetário seja feito tendo como base o conhecimento dos objetivos e prioridades de uma família.

necessidades ao longo de uma vida e considerar ainda as possibilidades de atingir tais planos.

Fonte: https://www.kingolabs.com.br/planejamento-financeiro-familiar/

Projeto RH GOLIN

Amanda S.C. Fernandes – Gerência RH
Luciana Germano – Conteúdo Institucional
Márcia Borlenghi – Design, revisão e curadoria conteúdo cultural

família, gastos, planejamento financeiro

Posts Relacionados