Dia Nacional de Combate ao Sedentarismo

Dia 10 de março, Dia Nacional de Combate ao Sedentarismo. A data foi escolhida para conscientizar a população sobre as graves consequências causadas pela falta de exercícios físicos, além de incentivar práticas que melhorem a qualidade de vida.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 70% da população no mundo é sedentária, e consequentemente sujeita a um maior risco de doenças, como:  obesidade, doenças cardiovasculares e diabetes, e cerca de 300 mil pessoas morrem por ano devido a doenças associadas ao sedentarismo. A OMS também alerta que os brasileiros se exercitam menos do que deveriam, considerando como parâmetro a prática de pelo menos duas horas e meio de esforço moderado ou 75 minutos de esforço intenso por semana.

A prática regular de exercícios físicos é fundamental para manter o bem-estar físico, psíquico e social. A falta ou a diminuição de uma vida ativa torna as pessoas mais propensas a desenvolver obesidade, doenças cardiovasculares e diabetes, além de outras doenças crônicas degenerativas.

Com apenas 30 minutos diários, é possível mudar esse quadro com atividades simples como subir escadas ao invés de elevadores, pedalar no fim do dia ou ir caminhando ao trabalho, escola e supermercado. Essas pequenas mudanças de rotina podem diminuir em 50% o risco de males ligados ao sedentarismo.

Combater o sedentarismo e melhorar a qualidade de vida é possível. Procure atividades físicas que você goste e que sejam possíveis para você. Nadar, pedalar, correr, praticar ginástica, fazer musculação ou jogar bola: escolha algo com o qual você se identifique e pratique.

E claro, é sempre importante lembrar: a atividade física previne doenças. Mexa-se e cuide do seu futuro!

Fonte: https://www.eletrossaude.com.br/site/noticia/detalhe/27484

Projeto RH GOLIN

Amanda S.C. Fernandes – Gerência RH
Luciana Germano – Conteúdo Institucional
Márcia Borlenghi – Design, revisão e curadoria conteúdo cultural

Posts Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.